Clique e Doe Alimentos sem Custo

Obras de Jorge Luis Martins

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Jorge Luis Martins receberá Comenda Porto do Sol da Câmara de Vereadores de Porto Alegre

O hamburguense que teve como berço nos primeiros dias de vida uma caixa de sapatos segue tendo reconhecida sua trajetória de fibra, determinação e paixão por viver. Agora, 28/11, é a Câmara Municipal de Porto Alegre que aprovou projeto para conceder a Comenda Porto do Sol ao escritor hamburguense Jorge Luis Martins em homenagem a sua caminhada e experiência de vida. Para o autor do projeto, vereador Airto Ferronato (PSB), Martins é um exemplo a ser seguido. “Com sua trajetória de superação, sua força de vontade e suas lutas contra o preconceito, demonstrou que as dificuldades da vida são como degraus a serem transpostos, sempre em busca da evolução pessoal”. A cerimônia será entregue em março de 2017 no Legislativo da capital gaúcha.

Dono de obras conhecidas na literatura brasileira, o escritor nasceu em 12 de agosto de 1957, em Novo Hamburgo, e enfrentou diversas adversidades ao longo da vida, chegando a morar na rua. Suas principais obras são Meu Nome é Jorge, livro autobiográfico lançado em 2010, O Menino da Caixa de Sapatos (2013), O Menino e o Seu Segredo (2014) e A Amizade Torce por Todos os Times (2015). É formado em administração de empresas pela Estácio Fargs, possui pós-graduação em psicopedagogia e educação infantil na Universidade Cidade de São Paulo (Unicid) e participou de um curso para atores na Casa de Talentos do Rio de Janeiro.

Entre tantas distinções e reconhecimentos ao hamburguense, neste ano organizações conhecidas como "Universal Peace Fundation" (Fundação Universal pela Paz) e "The Interreligious and International Federation for World Peace" (Federação Internacional e Inter-religiosa pela Paz Mundial) agraciaram Jorge Luis Martins com o título de Embaixador da Paz. Ele já participou de mais de 90 de Feiras do Livro e foi montada uma peça teatral inspirada na sua trajetória: “O Menino da Caixa de Sapatos”.


"Nada jamais continua. Tudo vai recomeçar! E sem nenhuma lembrança das outras vezes perdidas, atiro a rosa do sonho nas tuas mãos distraídas "                    Mário Quintana



Nenhum comentário :

Postar um comentário